#Dicas, #healthyfood

Óleo de Coco

12 de julho de 2016

Para quem vive uma vida saudável o óleo de coco faz parte da alimentação do dia a dia. Mas cuidado sem exageros como tenho visto aí, pessoal anda colocando colheradas de óleo de coco no café e a modinha pegou…TODO EXAGERO É PREJUDICIAL!

O óleo de coco é extraído do coco e existem dois tipos deste alimento, o extra virgem e o refinado. O extra virgem é extraído do coco fresco e o refinado do coco seco. Este óleo possui uma boa quantia de gorduras saturadas e normalmente são triglicerídeos de cadeia média, e não de cadeia longa, como são encontradas comumente nos alimentos. Isso significa que eles são super bem absorvidos pelo organismo trazendo melhorias para a saúde. O óleo de coco pode ser adicionado nas refeições ou receitas e tem gente que até toma puro. Para isso é importante que a dieta esteja equilibrada pois o consumo excessivo de gorduras pode levar ao aumento de peso.

Para adicionar nas receitas, basta trocar o óleo comum pelo óleo de coco.

“O óleo de coco é uma alimento excelente. Ótimo adoçante natural, fonte de energia, baixíssimo índice glicêmico, combina com tudo… MAS ele não é água!!! E não é pra ser consumido em grande quantidade, o tempo todo e todo dia!

Por favor, lembrem-se: óleo de coco NÃO emagrece, ele só inicia a oxidação de gordura na mitocôndria por ter fácil entrada pela membrana mitocondrial, mas antes de iniciar a queima de gordura do seu estoque a mitocôndria vai queimar todo o óleo de coco que você consumiu, e cada grama desse óleo contém 9kcal… 🏝🏝
E mais importante que isso… o óleo de coco em excesso pode ser confundido com uma colônia de bactérias patogênicas (ruins) e desencadear uma sensibilização do sistema imunológico causando inflamação crônica e alergias e prejudicar seu metabolismo e sua saúde. 🏝
Porque isso acontece:
Os ácidos graxos que compõe o óleo de coco (láurico e mirístico) são os mesmos que compõe a membrana das bactérias gram positivas (ruins), e o nosso receptor que identifica a presença dessas bactérias pela sua membrana também identifica o óleo de coco como sendo uma bactéria. 🏝🏝
Conclusão: vamos usar o óleo de coco sim!!! De forma consciente, estratégica e sem modismos. Não entupa suas preparações com óleo de coco… varie!! Utilize outras fontes.” Nutricionista Chelsea Bresler

Bjão

Fabi

Talvez você também goste de

Sem Comentários

Deixe uma resposta